Chongqing quer ser porta de entrada na China para empresários brasileiros

Delegação de Chongqing é recebida pela equipe do LIDE China

A cidade de Chongqing quer ser uma nova porta de entrada para os empresários brasileiros interessados em fazer negócios com a China e, para promover esse intercâmbio, deve abrir um escritório em São Paulo, ainda este ano.

Outra prova da vontade de fortalecer uma rota Chongqing – São Paulo, é que esta é a segunda delegação de autoridades e empresários da cidade chinesa que tem visitado o Brasil nos últimos dois anos, para apresentar as oportunidades de investimento em serviços, infraestrutura, agricultura e alta tecnologia que tem disponíveis.

A cidade de Chongqing não é uma das mais conhecidas da China pelo mundo, mas tem um mercado que impressiona com mais de 30 milhões de habitantes, é um importante polo industrial e agropecuário e um centro turístico. Como referência, a economia da cidade de Chongqing equivale em tamanho a de todo o estado de São Paulo.

“Está cada vez mais claro, que temos que sair do quadro Beijing, Xangai e Shenzem. Estamos querendo conhecer outras províncias”, destacou Harry Chiang, Diretor do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (DEREX) da FIESP, que participou  seminário e rodada de negócios “Oportunidades de negócios na cidade de Chongqing”.

O evento, organizado pelo LIDE China 巴西商业领袖组织—中国区 em parceria com o Conselho Chinês de Promoção do Comércio Internacional Chongqing Council (CCPIT) apresentou oportunidades de negócios para empresários brasileiros, e encerrou com uma rodada de negócios nos setores automotivo, agrícola e de trading.

“Estamos impressionados com o potencial e com os números de São Paulo”, comentou Deng Wennian, vice-chairman da CCPIT Chongqing, depois de assistir uma apresentação com os dados do estado que movimenta um terço da economia brasileira e é o maior mercado do país.

Animado com o potencial de negócios entre as duas cidades, Wennian descreveu a economia de Chongqing, uma cidade com uma economia muito

Deng Wennian, CCPIT Chongqing
Deng Wennian, CCPIT Chongqing 

dinâmica que recebeu 16 feiras internacionais em 2018.

“Existe uma grande demanda para alimentar toda essa população”, avisou o representante da cidade que confirmou o desejo de abrir um escritório comercial em São Paulo, ainda este ano, para ajudar a converter sua cidade em um polo de atração de negócios brasileiros.

Chongqing é também um importante ponto estratégico de apoio no desenvolvimento da Região Oeste da China e um dos principais pontos de conexão do cinturão econômico do rio Yangtze. A cidade tem polos de alta tecnologia, de energias renováveis, telefonia, em total, 38 categorias industrias, das 41 em atuação na China.

Com 33 milhões de habitantes, a cidade de Chongqing é o coração de uma região em que orbitam 295 milhões de pessoas, uma população bem maior que a do Brasil. É também zona de livre comércio (distrito de Liangjiang) e centro de parques logísticos e de distribuição de mercadorias importadas, com interconexões para Europa e Asia Central.

Chongqing

Wennian mostro-se otimista com o grande potencial que enxerga a partir da recuperação da retomada da economia brasileira. “Chongqing pode aproveitar esse contexto para melhorar seus negócios com o Brasil”, acredita. Ao mesmo tempo, diz o representante chinês, a economia da cidade de Chongqing é muito dinâmica e oferece grandes oportunidades para empresários brasileiros.

No evento organizado pelo LIDE China, executivos de montadoras Lifan e SW Motors, com sede na cidade, apresentaram seus avanços no mercado automotivo e seu interesse de ampliar a sua presença no mercado brasileiro de veículos, contribuindo com experiências e inovações como os carros com bateria elétrica.