Lifan busca investidor para ampliar presença no Brasil

0
327
Lifan quer crescer no Brasil

Um parceiro que conheça a cultura local e que contribua para o crescimento da marca no país, é o que busca no Brasil uma das principais fabricantes de veículos da China, a Lifan Industry Group. A empresa tem enfrentado problemas com a crise econômica brasileira e a retração das vendas do setor, que tem afetado todas as montadoras, como a Ford, uma das mais antigas no Brasil.

“Nossa estratégia é a localização da nossa empresa. Estamos abertos a investidores brasileiros, para poder explorar melhor o mercado local”, disse ao Fórum Brasil China, Liu Jin, executivo de projetos da sede da Lifan, na China, que esteve em São Paulo integrando uma missão comercial de empresários de Chongqing.

“Buscar um sócio local é uma nova etapa na nossa operação. É uma decisão que busca aumentar a velocidade da penetração da nossa marca com novos investimentos e mais conhecimento”, diz.

Segundo o executivo chinês, não há uma definição sobre o valor dessa parceria, mas o que é mais importante é o conhecimento do mercado local e a capacidade para fazer crescer a operação da Lifan no Brasil. “Tem que ser alguém que conheça muito bem como funciona o mercado local”, diz Liu Jun, sobre a estratégia global da empresa, presente em 165 países.

Para atender a demanda brasileira, a Lifan tem uma fábrica na cidade de San José, no Uruguai, com capacidade anual de produção de 20 mil unidades e um investimento de 140 milhões de dólares. 

Enquanto espera a recuperação do mercado, o novo presidente da Lifan na América do Sul, Kevin Lau, anunciou no começo de março a manutenção da suspensão temporária da fábrica de Uruguai, onde 109 funcionários permanecem em Lay off (licença remunerada com apoio importante do governo) desde meados do ano passado.

Segundo Lau, a fábrica de Uruguai só retomará quando as vendas voltarem a crescer. No momento, a empresa abastece a demanda sul-americana com importação direta da China. “A nossa fábrica no Uruguai ainda é a melhor opção”, explica Lau sobre o mercado brasileiro.

M7
M7

Projetos no Brasil

A Lifan, uma das três marcas chinesas a operar no Brasil, chegou no país em 2012 e opera atualmente no país com quatro modelos, as SUV X60 e X80, o caminhão utilitário Foison, e o sedã 530. Esperado no mercado desde 2016, o SUV Lifan X80 fez história ao se tornar o primeiro carro chinês a romper a barreira das 100 mil unidades vendidas no Brasil.

A operação brasileira da Lifan mantêm ativa a sua rede de concessionárias para venda de peças e veículos novos e usados. A empresa tem um escritório e um centro de distribuição de peças, em Campinas, no interior de São Paulo e, por enquanto, não tem planos de abrir uma planta no país.

Para este ano, a montadora planeja o lançamento no Brasil da minivan de luxo M7, com câmera 360 graus, e capacidade para até 7 passageiros. Outro carro aguardado é a SUV X70, sucessor do atual X60, que foi apresentado no último Salão do Automóvel, em São Paulo.

No encontro com empresários brasileiros em um evento organizado pelo LIDE China, Liu Jin, também anunciou o lançamento do SUV Lifan X10 no Brasil, no segundo semestre de 2019, um veículo totalmente desenvolvido no centro de pesquisa e desenvolvimento, na China.