Salvador, acelera! Um SkyRail chinês na orla bahiana em 2021

Um SkyRail elétrico, que não polui promete se tornar cartão postal e modelo de transporte público inteligente

0
1475
SkyRail na sede da BYD em Shenzhen
SkyRail na sede da BYD em Shenzhen

A cidade de Salvador substituirá seu velho Trem do Subúrbio por um moderno SkyRail movido à propulsão elétrica, fabricado pela empresa chinesa BYD, que ligará a região do Comércio de Salvador até a Ilha de São João, no município de Simões Filho, transportando uns 200 mil usuários por dia sem poluir e de forma mais inteligente.

Mas o futurista modelo do SkyRail da BYD não só deve melhorar a velocidade e a qualidade do transporte da cidade, como deve compor harmoniosamente com a linda orla de Salvador, sendo parte dos seus cartões postais a partir de 2021.

O consórcio liderado pela BYD Brasil, filial da empresa de Shenzhen, venceu a licitação para um Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) com um orçamento de 2,5 bilhões de reais, e aposta nesta obra como o primeiro de uma série de projetos que espera emplacar no Brasil e na América Latina. A empresa está atualmente em negociação de oito acordos de monotrilhos no continente, inclusive nos EUA, e espera conseguir pelo menos dois neste ano.

O projeto

O VLT, que substituirá o atual Trem do Subúrbio, rodará 20 quilômetros à beira-mar, com 22 estações, e será parcialmente construído acima do mar, para se conectar a uma ilha offshore. Outra parte atravessa uma ferrovia do século 19 que deve ser convertida em uma zona de pedestres. O VLT será integrado também à rede de metrô, servindo aos quase 4 milhões de habitantes de Salvador.

“O VLT oferecerá aos moradores de Salvador uma forma mais conveniente de viajar, com baixos índices de carbono”, disse a vice-presidente sênior da BYD, Stella Li, que considerou o negócio um marco para a empresa.

“Temos investido fora da China por alguns anos e estamos prestes a entrar na fase de colheita, com o negócio no exterior começando a ter lucro e inclusive liderando o crescimento da empresa”, declarou Li, desde seu escritório em Los Angeles, segundo o South China Morning Post, destacando a relevância do acordo para a empresa.

O projeto SkyRail do BYD é um veículo silencioso, inteligente e não poluente, e por sua construção elevada deve compor com a paisagem da orla da cidade, sem atrapalhar os pedestres nem o fluxo de tráfego, e agregando à paisagem urbana. O governo local tem planos para impulsionar o turismo na área por onde o trem passar.

Estão previstas intervenções por trechos: o primeiro, entre o Comércio e a estação da calçada, com 3,5 quilômetros; o segundo, entre Calçada e Baixa do Fiscal, com 1,1 quilômetro; e o terceiro, entre a Baixa do Fiscal e Ilha de São João, no município de Simões Filho, com 15,3 quilômetros.

“Salvador, uma das maiores cidades do país, precisa de um transporte público adequado para sua população. Avançamos muito com o metrô e com as novas vias estruturantes. Agora, vamos poder oferecer um transporte público de qualidade, seguro e confortável para quem mora, trabalha ou estuda em toda região do Subúrbio”, afirmou Bruno Dauster, secretário estadual da Casa Civil. Em operação, a partir de uma ferrovia inaugurada em 1853, a velha linha do trem do subúrbio estava abandonada.

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Demir Barbosa, informou que a assinatura do contrato da PPP deve ocorrer em julho, para dar prosseguimento ao cronograma de obra, que devem começar em outubro, três meses após a assinatura do contrato. A previsão de conclusão é em 2020 e o sistema deve entrar em operação em 2021.

As atuais 10 estações dos trens do Subúrbio serão desativadas e reaproveitadas como postos da Polícia Militar e centros de atendimento à comunidade.

O SkyRail do BYD

O SkyRail é o resultado de um projeto de cinco anos que custou 5 bilhões de yuans. É destinado a pequenas e médias cidades, para atrações turísticas e áreas comerciais centrais. Tem capacidade de transportar até 30 mil passageiros/h por sentido e a sua velocidade máxima é de 80 km/h. É uma opção de transporte ferroviário de baixa capacidade que pode complementar e se integrar a vários sistemas de transportes públicos existentes. A primeira cidade a encomendar o SkyRail foi Shantou,na província de Guangdong, onde foi planejada uma rede com 250 km de extensão. A BYD está presente em 250 países.