Descobrindo Yunnan: a província mais colorida da China

Autora do Blog China na Minha Vida compartilha suas experiências em uma série de cidades pelo interior da China.

0
165
Campos de arroz em Yunnan. Foto: Jialiang Gao. Wikimedia Commons.
Campos de arroz em Yunnan. Foto: Jialiang Gao. Wikimedia Commons.

Por Christine Marote**

Eu já havia lido muito à respeito de Yunnan, mas nunca havia levado a sério a possibilidade de ir até lá. A viagem foi proposta de uma amiga e, quando comecei a me inteirar do roteiro, achei que seria uma ótima aventura. Na realidade, foi melhor do que eu imaginei. Me surpreendi a cada cidade que chegamos, a cada ruazinha que caminhamos. Yunnan realmente ganhou meu coração e, se puder, ainda volto para lá.

Foram tantas descobertas, tantas cores e pessoas interessantes, locais maravilhosos e poéticos de uma China que vale a pena desbravar. A viagem foi feita em 6 dias intensos, em outubro de 2017, outono aqui na China. Como seria impossível escrever um artigo só à respeito dessa viagem, dedico um texto especial a alguns locais visitados: Dali, Zhoucheng, Shangri-Lá e Shaxi.

Roteiro

Fizemos um roteiro que incluía 4 cidades: Dali, Shaxi, Shangri-la (Deqe) e Lijiang. Na realidade esse roteiro foi proposto pelo Kewen Wu, nosso guia, motorista e companheiro nessa semana.

Ele nos ofereceu um pacote com tudo incluído, de Dali a Lijiang, que ficou dentro da nossa expectativa. As únicas coisas que não estavam incluídas eram passagens aéreas, ingressos para o show Impression em Lijiang e o Mosteiro em Dali e bebidas alcoólicas. Há um pacote básico, mas os clientes podem propor mudanças, agregar ou retirar itens que mais se adaptem às suas exigências e orçamento.

Esse também foi um investimento que valeu muito. Não tivemos preocupação alguma com reservas, como encontrar os hotéis (porque todos ficavam dentro das pequenas vilas, onde não se entra com carro) e, principalmente, a locomoção dentro da província. No total foram quase 10 horas de carro para nos deslocarmos de um local a outro.

Como éramos somente duas pessoas, ele usou seu ‘super’ bem conservado Santana Quantum, um carro de mais de 10 anos, mas que é seu ‘xodó’. Para grupos grandes há outras opções de carros, mas para nós foi de bom tamanho!

Nem eu nem minha amiga gostamos muito de aventuras, mas não há viagem pela China sem uma boa dose desse elemento. Então a escolha do guia durante todo o percurso foi o nosso conforto e tranquilidade.

Saímos de Xangai com um voo direto para Dali.

Ficamos 2 noites em Dali, 1 em Shaxi, 2 em Shangri-la (Deqe) e 2 em Lijiang. Voltamos a Xangai por esta última cidade. Como já escrevi, toda esse deslocamento foi feito de carro.

Sobre Yunnan

Yunnan é uma província no sudoeste da China, cujo nome literalmente significa ‘ao sul das nuvens’. Sua paisagem é variada e engloba montanhas cobertas de neve, terraços de arroz, lagos e desfiladeiros profundos.

Sua capital é Kunming (cidade que não conheci), conhecida como “Spring City”. Possui área de 394.000 km2 e a população (censo de 2010) de 45.966.239.

A região é conhecida pelo grande número de minorias étnicas. Seus costumes diversos podem ser vistos até hoje. Das 55 minorias chinesas, 26 estão em Yunnan, então dá para notar a diversidade dessa região.

O noroeste da província é fortemente influenciado pelo Tibet, com quem compartilha uma fronteira. O Sul é influenciado pela proximidade com o Laos e a Birmânia. Yunnan faz fronteira com Myanmar, Laos e Vietnã, bem como as províncias e regiões de Guangxi, Guizhou, Sichuan e Tibet.

A cidade de Shangri-la foi a de altitude mais alta que fomos, cerca de 3.500 metros do nível do mar. A cidade faz quase divisa com o Tibet e a sensação de altitude já é incômoda. O primeiro dia foi bem difícil, nos cansamos por pouco. Nessa cidade andamos metade da nossa marca diária, já que ali tudo era mais lento, nos sentimos um pouco tontas em certos locais. E o frio também estava bem intenso (de -2 a 7°C) e o inverno nem tinha começado ainda!

As curiosidades e aventuras de cada cidade estão nos links abaixo. Compartilho aqui também algumas fotos dessa mágica viagem!

Dali, o início da viagem à Yunnan
A tradição dos tecidos de Zhoucheng

Publicado originalmente em: https://chinanaminhavida.com/2017/11/07/yunnan-a-provincia-mais-colorida-da-china/

**Christine Marote vive na China desde 2009 e é autora do Blog China na Minha Vida. Formada em educação, tem MBA em negócios e cultura chinesa pela Jiaotong University. Atua como palestrante e presta assessoria para pessoas e empresas que vão à China para turismo ou negócios.