Ano novo chinês atinge quase 3 bilhões de viagens em 2018

Setores aéreo e ferroviário têm aumentos de 10% e 8,8%, respectivamente, com relação ao ano passado.

0
216

(foto: Mark Pegrum)

A maior migração sazonal do mundo já teve início em 2018 e promete completar 2,9 bilhões de viagens até 12 de março. Trata-se do feriado mais importante do calendário chinês, também chamado de festival da primavera. Esta é a época em que boa parte dos trabalhadores e estudantes voltam às suas cidades para visitar a família, movimentação chamada de “chunyun” no idioma local.

Os números, divulgados pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC) da China, são parecidos com os de 2017. Do total de viagens, 2,4 bilhões serão rodoviárias e 389 milhões serão ferroviárias, um aumento de 8,8% ano a ano. As viagens de avião devem crescer 10% com relação ao ano passado, totalizando 65 milhões. Já a via marítima deve alcançar 46 milhões de viagens. 

A venda de passagens de trem atingiu seu recorde na segunda semana do ano, sendo vendidos 10,3 milhões de tíquetes em apenas um dia, de acordo com a agência Xinhua. Algo como se toda a população do Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Guarulhos comprassem passagens ferroviárias para as férias em apenas 24 horas. 

Viagens internacionais
Ainda de acordo com a Ctrip e a Academia de Turismo chinesa, o feriado irá levar 6,5 milhões de chineses para fora do país. Só com a Ctrip foram reservadas passagens para mais de 68 países diferentes. Os destinos preferidos são Tailândia, Japão, Singapura e Vietnã. Também estão na lista os países nórdicos e Emirados Árabes.      

Reforço nos transportes
Os números do ano novo chinês são impressionantes e colocam pressão no sistema de transportes. “3 bilhões de viagens durante 40 dias será um grande teste para os departamentos de transporte do país”, disse Liu Xiaoming, oficial do Ministério de Transportes.  

No final de 2017 a malha ferroviária na China atingiu 127.000 km de extensão, incluindo 25.000 km de trilhos para trens de alta velocidade. O país perde apenas para Estados Unidos e Rússia em extensão de linhas férreas. Segundo Li Wenxin, da China Railway Corporation, serão somados mais de mil trens no início e também no final deste intenso período de viagens. Por noite foram adicionados 177 trens de alta velocidade em operação, o que permitirá transportar 100.00 passageiros extras todos os dias.   

Mais de 140.000 voluntários de universidades, do setor de transportes e do público em geral foram convocados para trabalhar nas estações ferroviárias e rodoviárias para ajudar os turistas. 

Já o setor de aviação, que diariamente realiza cerca de 14.500 voos, recebeu um reforço de 30.000 voos extras. Pequim, Xangai, Guangzhou e Shenzhen estão entre as preferências, além de resorts localizados ao sul e nordeste do país.  

Pela primeira vez na história as rodovias terão um decréscimo de 1,6% no volume de carros neste período, demonstrando a preferência do viajante pelos meios de transporte de massa, mais rápidos e seguros.