A tendência da moda ética está crescendo cada vez mais entre os consumidores de luxo chineses conscientes, como mostram as criações de desenhadora Renli Su, que trabalha em Londres.

Na London Fashion Week usou tecidos orgânicos procedentes da China, Índia e aldeias tibetanas, como seda e até o clássico tweed inglês, para mostrar leveza, suavidad e sensação de movimento, com cores claras e naturais. A coleção tem casacos, saias e vestidos, largos e confortáveis, com plissados e pregas suaves.

A desenhadora nascida na província de Fujian, no sul da China, é influenciada por filosofias de dança contemporânea, da coreógrafa belga Anne Teresa de Keersmaeker, e sua obra mais famosa, Fase. A estética das suas criações também se baseia em artesanato e referências da história.

As criações de Renli Su buscam como público mulheres elegantes, inteligentes e modernas.

Ela foi escolhida recentemente na lista 30 com menos de 30 na Ásia, da revista Forbes.

Para conhecer mais sobre as criações de Renli Su: http://www.renlisu.com ou https://www.instagram.com/renlisu/