A China homenageia este mês a Huang Di , o Imperador Amarelo, considerado o criador da civilização chinesa, segundo a mitologia, e um dos Três Augustos, reis lendários, sábios e moralmente perfeitos que governaram a China no período anterior à Dinastia Xia. As festas acontecem no terceiro dia do mês do calendário lunar chinês.

Na província de Shaanxi, no noroeste da cidade de Huangling, mais de 10.000 pessoas se reuniram no começo de abril no mausoléu de Huang Di para realizar uma cerimonia, uma procissão e uma dança tradicional. A grande comemoração acontece na província de Henan, que faz fronteira Shaanxi, na cidade de Xinzheng, onde se acredita que Huang Di nasceu há 5.000 anos.

Huang Di, governou entre 2698 e 2598 antes de Cristo, sendo introdutor do antigo calendário chinês, criador de várias tradições da cultura chinesa como o taoismo, a astrologia, a medicina e o feng shui.

O líder é considerado o ancestral de todos os chineses da etnia Han (a principal etnia da China), e é celebrado todos os anos para lembrar que todos têm a mesma origem. Os rituais incorporam os costumbres mais profundos e ancestrais da China e desejam harmonía, paz e prosperidade.

Das conversas entre Huang Di e seus ministros, surgiu a obra conhecida actualmente como Nei Jing “O Clássico do Imperador Amarelo”, um dos livros fundamentais da medicina tradicional chinesa.