O Conselho de Estado da China anunciou na quarta-feira 30 de abril um conjunto de novas políticas para incentivar a inovação.
A China vai criar três novas “zonas de demonstração de inovação nacional” nas províncias de Henan, Shandong e Liaoning, elevando o número de áreas para 14.
Uma vasta gama de medidas foi apresentada, incluindo apoio financeiro, construção de instalações e de assistência administrativa, para start-ups.
Na reunião de quarta-feira, o conselho também decidiu promover clusters nas em torno de Chengdu e Chongqing para estimular o potencial econômico nas regiões ocidentais.
A expansão do programa busca promover pioneirismo nas áreas de reestruturação econômica e transformação, de acordo com o comunicado.

O Conselho de Estado vai testar reformas inovadoras no centro financeiro da China de Shanghai ao longo de três anos, incluindo a exploração de novos modelos de serviços financeiros e simplificar as regras de investimento estrangeiro.

Para impulsionar o emprego e sustentar o crescimento, o governo chinês sublinhou o papel da inovação e do empreendedorismo no seu novo plano quinquenal.