A Renault-Dongfeng acaba de inaugurar a sua primeira fábrica na China, em Wuhan, província do Hubei, onde deve produzir o SUV esportivo Renault Kadjar, revelado no 13º Salão do Automóvel de Guangzhou, no final do ano passado. O modelo, que já foi lançado na Europa, será comercializado na China a partir de março de 2016, com alguns diferenciais, como teto panorâmico.

A fábrica, construida em apenas dois anos, foi inaugurada pelo Presidente do grupo Renault, Carlos Ghosn, e do Grupo Dongfeng, Zhu Yanfeng. O projeto é resultado da joint venture DRAC (Dongfeng Renault Automobile Company), criada em dezembro de 2013, entre a chinesa Dongfeng e a multinacional francesa Renault.

As instalações têm certificação da qualidade ISO 9001, índice de nacionalização superior a 80%, fábrica de motores e um centro de pesquisa e desenvolvimento, para adaptar os produtos às expectativas dos clientes locais. A capacidade de produção inicial será de 150.000 veículos por ano, que podem dobrar.

“Graças a uma equipe multicultural, a fábrica de Wuhan foi construída em tempo recorde, respeitando nossos melhores padrões de qualidade. Trata-se de uma etapa decisiva para nossa parceria de longo prazo com o Grupo Dongfeng e para o crescimento da Renault. A China é peça-chave no planejamento estratégico da Renault”, disse o executivo brasileiro Carlos Ghosn, CEO da Renault e Nissan. As equipes da DRAC já totalizam 2.000 pessoas.

O Kadjar será o primeiro veículo produzido na fábrica, com equipamentos de alta tecnologia pensados para clientes chineses, que incluem chassi 4×4 e suspensão traseira independente. O segmento de SUV representa atualmente 30% do mercado chinês, sendo também o de maior crescimento, com um aumento de 53% em 2015.